ORPHELINE | FRANÇA | 2016 | 111 MIN | DRAMA

21h15

De 8/6 (quinta-feira) até 14/6 (quarta-feira)

Direção: Arnaud des Pallières
Roteiro: Arnaud des Pallières, Christelle Berthevas

Elenco:
ADÈLE HAENEL é Renée
ADÈLE EXARCHOPOULOS é Sandra
SOLÈNE RIGOT é Karine
VEGA CUZYTEK é Kiki
JALIL LESPERT é Darius
GEMMA ARTERTON é Tara
NICOLAS DUVAUCHELLE é o pai de Kiki
SERGI LÓPEZ é Maurice
ROBERT HUNGER-BÜHLER é Lev
MEHDI MESKAR é Samy
KARIM LEKLOU é Antonio
OLIVIER LOUSTEAU é François

Apresentação

No próximo dia 25 de maio, o Guion estreia o drama FACES DE UMA MULHER (Orpheline), do cineasta ARNAUD DES PALLIÈRES, de quem exibimos o excelente MICHAEL KOHLHAAS: JUSTIÇA E HONRA. O filme é protagonizado por ADÈLE EXARCHOPOULOS (vista no Guion em AZUL É A COR MAIS QUENTE/ OS ANARQUISTAS) e GEMMA ARTERTON (vista aqui em GEMMA BOVERY – A VIDA IMITA A ARTE/ 2014 e JOÃO E MARIA: CAÇADORES DE BRUXAS).

Os filmes do diretor francês Arnaud des Pallieres, são ambiciosos e intransigentes. FACES DE UMA MULHER não foge à regra. Inspirado na vida da co-roteirista Christelle Berthevas (que também co-autora de MICHAEL KOHLHAAS: JUSTIÇA E HONRA. Em vez de fazer uma narrativa direta de filme biográfico, ambos constroem um filme que corta entre as histórias de quatro mulheres em diferentes idades e com nomes diferentes que representam todos os diferentes aspectos da mulher em seu centro.

Sinopse

Sandra (Adèle Exarchopoulos) é uma jovem se mudando para Paris, que tem um leve toque para o desastre. Karine (Solène Rigot) é uma adolescente que passa por infinitas sucessões de fugas, homens e percalços, porque qualquer coisa é melhor que sua família. Kiki (Vega Cuzytek) é uma criança que vive uma tragédia após ser pega em um jogo de esconde-esconde. Renée (Adèle Haenel) é uma mulher estabelecida, que pensava estar livre do seu passado. Aos poucos, entendemos que essas quatro mulheres representam diferentes lados da mesma pessoa.

Trailer