RAID Dingue | FRANÇA | 2017 | COMÉDIA | 105 MIN

FESTIVAL VARILUX
SEGUNDA 12/06 – 14:00
SEXTA 16/06 – 16:15

Direção: DANY BOON

Elenco:
DANY BOON, ALICE POL, MICHEL BLANC

Apresentação

O cineasta PHILIPPE FAUCON, nascido no Marrocos realizou este filme com atrizes não profissionais e que estreavam no cinema. ZITA HANROT, nascida em Marselha, CÉSAR de MELHOR ATRIZ REVELAÇÃO se consagra como a primeira mulher negra a inscrever o seu nome nas premiações do CÉSAR, fato que foi saudado pelo CONSEIL REPRÉSENTATIF DES ASSOCIATIONS NOIRES DE FRANCE (Cran).

Faucon adaptou livremente seu roteiro a partir de um diário e de poemas recolhidos do livro PRIÈRE À LA LUNE, de Fatima Elayoubi, imigrante que chegou a França sem saber ler nem escrever, que foi autodidata da sua superação. No filme ela é interpretada por SORIA ZEROUAL, uma empregada doméstica argelina, residente em Lyon e que tem no filme o papel principal. Por sua interpretação foi INDICADA AO CÉSAR DE MELHOR ATRIZ.

VEJA MAIS
Para acessar as sinopses e demais conteúdos dos filmes em cartaz do FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS, clique aqui.

Crítica

Roteiro divertido, dupla explosiva, diálogos eficazes e personagens coadjuvantes bem elaborados. Julien Roche, VSD

Como em “Supercondríaco”, Dany Boon, sempre muito divertido, encontra um alterego em Alice Pol, dona de talento cômico que se firma cada vez mais e lembra a energia e a ironia de Valérie Lemercier. Thomas Colpaert, Télé Loisirs

No final, o ator-diretor faz uma homenagem à ação do RAID. E nós homenageamos o impressionante desempenho de Alice Pol. As comédias raramente oferecem o papel principal a uma mulher. Pierre Vavasseur, Le Parisien

Sinopse

Johanna Pasquali é a primeira mulher a entrar no RAID, tropa de elite da polícia francesa,mas se vê no caminho de Eugène Froissard, o mais misógino dos agentes da RAID. Essa dupla improvável está encarregada de parar a Gangue Leopardo, que está por trás de audaciosos roubos nas ruas de Paris. Mas antes de colocar os malfeitores atrás das grades, eles precisam encontrar uma maneira de serem parceiros sem que se matem, seja em treinamento ou trabalhando em casos complicados